jusbrasil.com.br
29 de Maio de 2020

O Jusbrasil realmente funciona para o advogado?

O Jusbrasil já pagou minhas contas!

Fernando, você realmente conseguiu clientes por aqui? A plataforma gera valor (não só financeiro) para o advogado e para o cliente final?

Nessa curta resenha vou te contar a minha experiência aqui dentro.

Resolvi dar uma olhada nas minha estatisticas de contratos pra ver o que realmente funcionou nos últimos anos, e o que eu descobri foi bem interessante.

O Jusbrasil já pagou as minhas contas algumas vezes.

Temos aqui um espaço para compartilhar tudo o quanto circunda o ambiente jurídico nos seus mais variados aspectos, e porque não falar a respeito da nossa experiência com o próprio Jusbrasil?

Serei bastante breve. Seria legal que você compartilhasse a sua experiência também.

Olhando as minhas planilhas aqui, constatei que 17% dos meus contratos vieram por intermédio do Jusbrasil nos últimos 4 anos.

Dentre os sites que em algum momento paguei, disparadamente foi o que teve melhor desempenho.

Destes 17%, ficou dividido da seguinte forma: 10% são contratos de parceria com advogados e os 7% com clientes finais.

O número de propostas realizadas não tenho em específico, seria até legal registrar isso para eventuais tomadas de decisão, mas tenho uma constatação bacana.

Quando tinha uma funcionária "ativa" para responder aos casos e aproximar com o cliente que publicava seu problema, o número de propostas era pelo menos de umas 3-5 por semana apenas para o meu estado.

De modo "passivo", ou seja, só com o plano pago, este número é reduzido de uma forma bastante considerável, algo em torno de 4 por mês.

Vale a pena dedicar esforços de modo "ativo"?. Me parece que sim, caso você tenha alguém para estar atento aos novos casos e efetuar contato.

Aqui no escritório acabei por encerrar, pois demandava muito tempo da colaboradora, e a taxa de conversão e "qualidade" das oportunidades não estavam alinhadas com o propósito e políticas do escritório.

Neste sentido, optamos por manter apenas as procuras, o que pareceu ser mais efetivo. Mesmo praticando honorários acima da tabela, a taxa de conversão foi aceitável (média de 5 propostas para 1 caso).

Enfim, estes são alguns dados que eu posso compartilhar com você, advogado, que como eu também procura estar atento aos novos cenários e oportunidades da advocacia, que tem se transformado juntamente com a tecnologia diariamente.

Espero de algum modo ter contribuído contigo e ficaria muito grato se você pudesse compartilhar a sua jornada também.

Abraço.


🟢 Pra ficar ainda mais por dentro do direito digital, e não perder nada do meu conteúdo, entra no meu canal fechado do Telegram para Advogados: www.fernandobrizola.com.br/CanalTelegram

📲 No Instagram compartilho diariamente sobre minha prática profissional, clica aqui para seguir: http://instagram.com/direito.digital

👉 Conheça o meu curso, que te ensina a atuar na prática com o Direito Digital: https://www.fernandobrizola.com.br/paginadocurso

🛠 Quer uma consulta comigo na área de Direito Digital, Startup, Proteção de Dados ou Crimes Cibernéticos? clica aqui: https://www.fernandobrizola.com.br/contatowhats

7 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)

Percebi que 98% das visitas nos meus artigos são de advogados, bacharéis e estudantes de Direito. Pensando nisso resolvi direcionar justamente a este público.
Assim que sair minha inscrição definitiva, acredito que a quantidade de recomendações e de artigos escritos possam ser um diferencial no plano pago para futuros clientes. continuar lendo

Bacana. Poderias apoiar advogados, já pensou nisso? continuar lendo

Acho complicado, por uma questão ética de palpitar no trabalho alheio, exceto em casos do TED, que tenho um certo conhecimento, então não vejo problema. continuar lendo

Não me refiro a palpitar. Me refiro a trabalhar mesmo. Resolver o problema. O que você chama de palpite, alguns chamam de parecer (e cobram caro). Trabalho é trabalho, se não for "pro bono", tem seu custo, natural as relações humanas. continuar lendo

Oi! Sou novo por aqui e eu não entendi bem como é essa atuação ativa e atuação passiva. Poderias falar mais sobre isso?
A outra pergunta é onde os cliente postam seus casos. Estas se referindo a aba de "oportunidades" do "escritório online"?

Obrigado! continuar lendo

Vou te explicar melhor como eu utilizava.

No modo "ativo", tinha alguém no escritório lendo os casos e fazendo uma triagem, que poderia gerar uma consulta comigo e eventualmente um orçamento.

No modo "passivo" eu só pago o PRO, escrevo alguns artigos, e não faço mais nada, espero o cliente aparecer no meu e-mail ou no Whats.

Sim, me refiro ao escritório online... continuar lendo

Certo, obrigado! continuar lendo